domingo, 1 de setembro de 2019

Esposa do juiz Sérgio Moro, através da ‘Máfia das falências’ dá prejuízo de bilhões ao Paraná Vale a Pena ver de Novo artigo de 21/06/16, acessado por 861550.


por Emanuel Cancella

Veja o vídeo desta matéria em: https://www.youtube.com/watch?v=yQyEKWq_Y7w


                                    Resultado de imagem para Ele julga ela ganha
                                    
 Rosângela Moro, esposa do juiz implacável Sergio Moro, dá prejuízo de bilhões ao estado do Paraná. É claro que não cabe nenhuma responsabilidade ao juiz Sérgio Moro, conforme está previsto no “art. XLV da CF... preconiza que somente o condenado, e mais ninguém, poderá responder pelo fato praticado, pois a pena não pode passar da pessoa do condenado...”

Será que um juiz que, tido pela mídia como quem combate à corrupção, pode aceitar que a sua esposa pratique uma falcatrua dessas contra um estado falido? O juiz que ameaça até prender um ex-presidente, trancafia empresários poderosos, senadores e ministros e que chega ao absurdo de mandar grampear a presidente da República?  Que ainda a acusa de deixar faltar dinheiro para operação Lava Jato, no que foi desmentido pela própria Policia Federal, que veio a público dizer que havia dinheiro de sobra na PF para financiar a Operação?

Esse juiz que aceita esse tipo de coisa da esposa chefia a lava Jato, cuja ação já resulta em mais de uma centena de milhares de demissões de trabalhadores, só dentro do Sistema Petrobrás!

Esse juiz condenou o ex-ministro José Dirceu a 23 anos de prisão sem qualquer prova material contra ele e ainda seqüestra a casa de sua mãe de 94 anos! Isso com um parecer, no mínimo inédito, elaborado pela ministra Rosa Weber, assessorada pelo mesmo Sérgio Moro, na AP 470 mensalão: “Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite”. Se é tão implacável contra os petistas, condenado sem provas, permite esse desfalque aos cofres públicos pela sua esposa bem como nada fez com o mensalão do PSDB, que está prescrevendo sem julgamento, mesmo sendo anterior ao do PT! E ainda, na Lava Jato, nada faz contra os tucanos, apesar de delações inúmeras!

Mas voltando à esposa de Moro. A banca de advogados, cuja esposa de Moro fez parte, é acusada de conduta de desvio de valores na administração de mais de cem falências, segundo apurou a CPI das Falências. São bilhões de reais pagos pelo estado à chamada “Indústria das falências”. Na época, saiu até um livro sobre o esquema desbaratado pela CPI, no qual o título é “Poder, Dinheiro e Corrupção: Os Bastidores da CPI das Falências”, obra escrita pelo deputado Fabio Camargo (PTB), autor e presidente da CPI. Segundo Estadão de 15/06/2013: “PF investiga ‘Mafia das falências” na justiça do Paraná”. No relato da PF a imprensa nenhuma referencia a esposa do juiz Sérgio Moro.

Pasmem! O autor e presidente da CPI, Fabio Camargo (PTB), quase foi preso ao vazar informação do processo. O procedimento contra o deputado no MP é de número 18327/2012. Pois é, o deputado quase foi preso por vazar informações do processo e a Lava Jato, também conhecida como Vaza a Jato, vazar a todo momento, e nada acontece.

Aliás, o ex- presidente Lula foi alvo de denúncias vindas da Lava Jato, que foi noticia diária por meses no Jornal Nacional da Globo, acerca  do sítio e o triplex que nunca foram de Lula, do pedalinho e do barco que nem motor tem. Na verdade num pacote de abobrinhas, tudo só para tentar tornar Lula inelegível em 2018!

Mas as denúncias contra a esposa de Moro, pela gravidade, mereciam a mesma cobertura que deram as de Lula ou, pelo menos, que fossem noticia num programa do Fantástico e do Jornal Nacional, com as devidas explicações de Moro e de sua esposa.   
Poderiam explicar também a denúncia de que sua esposa também trabalha, para o PSDB e para empresas multinacionais de petróleo, as altamente beneficiadas por essa operação. A Lava Jato combate a corrupção, o que é positivo, mas o faz de forma seletiva, destruindo a imagem do país, e da Petrobrás e protegendo os tucanos! Quem quer realmente combater a corrupção não pode proteger os principais bandidos!

E não cabe a desculpa de que trata-se de sua esposa, pois para atingir Lula, usam o filho a nora, o amigo o compadre e, por último, um sobrinho da esposa.   

Em tempo, Inscreva-se em meu canal e compartilhe o vídeo, o Twitter e o blog e, deixe um comentário.

Em tempo: O meu livro A outra face de Sergio Moro está à venda no Mercado Livre, cuja renda é integralmente para os demitidos da indústria naval: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1163280532-livro-a-outra-face-de-sergio-moro-_JM?quantity=1.

Fonte da denuncia:

4 - http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,pf-investiga-mafia-das-falencias-na-justica-do-pr,1042780


Rio de Janeiro, 21 de junho de 2016 

Autor: Emanuel Cancella, - OAB/RJ 75 300              
       
Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP). 

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário